Sala do Empreendedor será criada em Três de Maio

A Prefeitura de Três de Maio firmou um convênio com o Sebrae, afim de facilitar a legalização de empresas e auxiliar na rapidez da abertura de novos empreendimentos. A assinatura do convênio foi realizada durante a XV Expofeira do Agronegócio e contou com a participação do Governo Municipal e dos gerentes do Sebrae.

Segundo o Gerente Regional do Sebrae, Armando Petinelli, a Sala do empreendedor tem como objetivo incentivar a legalização de negócios informais que se enquadrem nos requisitos estabelecidos pela Lei Complementar 123/06, também conhecida como Lei Geral da Micro e Pequena Empresa, facilitar a abertura de novas empresas e regularizar as atividade informais e oferecer serviços aos Microempreendedores Individuais (MEI). Informações e Orientações Sobre a abertura, funcionamento e formalização de empresas, de forma simples e facilitada. Além de orientação e capacitação para Microempreendedores Individuais (MEI).

O Secretário de Desenvolvimento Econômico, Paulino Menegat, afirmou que o objetivo do Sebrae e da Administração Municipal, através da sua pasta, é o mesmo, fomentar o desenvolvimento e crescimento de empresas. “Nós queremos o mesmo, desenvolver o crescimento e a formação de novas empresas, gerando assim, desenvolvimento em Três de Maio e como consequência teremos geração de postos de trabalho e geração de renda”, disse.

O prefeito Copatti falou sobre a importância das parcerias que podem ser encaminhadas com o Sebrae, visando o amparo à gestão das empresas, auxiliando o planejamento empresarial, pois dessa forma, as empresas se fortalecem, crescem e geram mais desenvolvimento no município. “Vamos propor mais parcerias entre o Poder Público e o Sebrae para que as nossas empresas possam se desenvolver cada vez mais, e que novos empresários possam surgir, afinal esse também é um dos nossos objetivos, é preciso formalizar as empresas, isso é bom para todos, mas principalmente para os empresários, que passam a contar com vários benefícios que na informalidade não possuem”, destaca.

Com a formalização, o Empreendedor possuirá registro no Cadastro Nacional de Pessoas Jurídicas (CNPJ), facilitando o pedido de empréstimos e a emissão de notas fiscais, além de cobertura previdenciária para o empreendedor e sua família (auxílio-doença, aposentadoria por idade, salário-maternidade após carência, pensão e auxilio reclusão). A Sala do Empreendedor vai ser aberta nos próximos meses, após adequações de espaço e servidores.

Texto e fotos: Gabriel Lautenschleger / Coordenação de Comunicação